Contrate agora Soluções Vogel

Contrate agora Soluções Vogel

Área do cliente

09. Mai. 2017 Como funciona o Lan to Lan e quais as vantagens dessa opção?

TAGS:

Buscar no blog


Como funciona o Lan to Lan e quais as vantagens dessa opção?

Comunicação. Esta é a palavra-chave que fixa a linha tênue entre os bem-sucedidos e os estagnados no mundo dos negócios. Em um momento em que os recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) se tornam mais acessíveis e, aparentemente, padronizam os processos internos nas organizações, adquirir vantagem competitiva e se diferenciar no mercado são tarefas cada vez mais complexas e que envolvem investimentos nos recursos corretos.

Na atualidade, o estabelecimento de um diferencial no universo corporativo passa, obrigatoriamente, pela cultura de levar para dentro da empresa uma dinâmica de inovação tecnológica, velocidade na transmissão de dados e transformação destes bytes trafegados em conhecimento gerencial, promovendo uma reinvenção constante nos procedimentos internos através da informação.

E para ter informação, é preciso dispor de uma infraestrutura de comunicação de dados de excelência, o que exige conhecimento profundo de todas as possibilidades que o mercado oferece.

Hoje você irá entender, por exemplo, como funciona a conexão Lan to Lan internet e quais os benefícios de adotar essa solução em sua empresa!

LAN X WAN

LAN é o acrônimo para Local Area Network (Rede Local). Refere-se a um conjunto de computadores que pertencem a uma mesma organização e que estão conectados entre si, em uma pequena área geográfica, por meio da mesma tecnologia (geralmente, a Ethernet).

Já uma rede WAN (Wide Area Network ou, em português, Rede de Longa Distância) cobre uma área física mais extensa, como os limites de uma universidade, uma cidade, um estado ou, até mesmo, um país. Apesar da designação genérica, o termo WAN é comumente usado para se referir à internet, de forma geral.

Como você interliga sua matriz e filiais?

Os suportes de comunicação existentes no mercado ainda são pouco conhecidos no país, o que faz com que muitas organizações em expansão não saibam ao certo qual o melhor mecanismo para conectar matriz e filiais. A conexão wireless por meio de sinal de rádio entre as unidades ou sua interligação através de um cabo de rede se tornam inviáveis por fatores geográficos (ou, em alguns casos, pelo alto custo envolvido), o que explica porque cada vez mais empresas adotam um o modelo Lan to Lan internet.

Uma grande interconexão de LANs constitui um circuito de comunicação dedicado, projetado para, através de infraestrutura de fibra óptica, interligar pontos de troca de tráfego entre unidades diversas, assegurando alta performance, qualidade na comunicação e alto retorno sobre investimento. Entre as vantagens desse modelo, podemos citar:

  • Mais produtividade e eficiência para seu negócio;
  • Informações compartilhadas em alta velocidade;
  • Conexão sem oscilação de velocidade;
  • Dados trafegados em rede exclusiva, monitorada proativamente em qualquer dia e hora;
  • Possibilidade de elaboração de projetos de Ponto a Ponto ou Multiponto, conjugados a partir da rede de fibra óptica;
  • Capacidade flexível de interconexão, a depender das necessidades específicas de cada organização;
  • Altíssima disponibilidade.

Interessante observar que este método de interligação de redes pode ser usado também para conectar parceiros de negócios (fornecedor e indústria, por exemplo) ou Data Centers, dando à empresa muito mais agilidade na tomada de decisões que envolvam seus stakeholders.

Rede Metro Ethernet

É importante destacar, todavia, que as redes Lan to Lan não são todas iguais. Dentre as opções disponíveis no mercado,  a rede Metro Ethernet mostra-se uma excelente escolha. Mesmo sendo uma solução de alta tecnologia, ela é simples e flexível, opera com baixo custo, é de fácil manutenção e muito confiável.

Além de não necessitar de internet para fornecer o serviço, assegura uma via de tráfego de dados exclusiva entre dois sistemas ou redes distintas, operando sempre com a mesma largura de banda, com a possibilidade de modular ou dividir essa largura em razão do recurso, tipo de uso ou departamento (altíssima flexibilidade).

Uma estrutura como essa, além de viabilizar o tráfego de dados entre as redes de uma mesma organização, torna muito mais baixo o custo com sistemas de comunicação de voz entre unidades de uma mesma empresa ou até mesmo o compartilhamento de plataformas de voz sobre IP nestes locais. Isso explica o altíssimo retorno sobre o investimento envolvido na implementação desse tipo de rede.

Customização na infraestrutura de TIC: o caminho seguro rumo ao aumento de produtividade e eficiência do negócio

Um estudo divulgado por uma consultoria internacional, em 2014, revelou que as empresas desperdiçam, anualmente, cerca de US$ 26 bilhões devido à perda de dados e indisponibilidades de conexão. Ainda nessa esteira, um outro levantamento (dessa vez, realizado pela norte-americana Techaisle), mostrou que os funcionários perdem, em média, 42 horas de trabalho (cerca de 1 semana) em decorrência de tecnologia defasada.

Ter uma infraestrutura de TIC ineficiente resulta em redução na produtividade global, além dos riscos com a segurança e sigilo dos dados trafegados, o que pode colocar em risco a própria existência da organização. Isso explica porque é cada vez mais comum o investimento em redes exclusivas e internet dedicada (de acordo com uma pesquisa recente do IDC, 46% das empresas com mais de 250 colaboradores pretendem mudar o tráfego para outras tecnologias, dentre as quais, a internet dedicada).

A internet dedicada é ideal a empresas que não podem nem pensar em sofrer instabilidades, fato que ocorre costumeiramente nos serviços de banda larga, que “agrupam” os usuários em torno de uma conexão compartilhada, gerando sobrecarga de tráfego em horários de pico.

O modelo dedicado, por outro lado, possui uma estrutura de conexão direta aos serviços de distribuição de internet, sem que haja a necessidade de dividir o sinal com uma grande quantidade de pessoas (caso da internet compartilhada). As vantagens desse serviço são a alta velocidade (garantida no SLA), estabilidade de sinal, viabilização de serviços de telefonia mais baratos, etc.

O crescimento na demanda por internet dedicada e redes Lan to Lan mostram que a customização da infraestrutura de TIC é uma das principais estratégias das organizações modernas em busca de melhorar sua gestão do conhecimento