Contrate agora Soluções Vogel

Contrate agora Soluções Vogel

Área do cliente EN

15. Mar. 2018 Os principais desafios de uma rede óptica

TAGS:

Buscar no blog


 Os principais desafios de uma rede óptica

 

Hoje, a maioria dos serviços digitais utiliza a fibra óptica como meio transmissão na camada física. A este meio físico são conectados equipamentos que permitem trocas de dados em altíssimas velocidades permitindo o acesso a novas soluções digitais, mais interativas e inovadoras tais como serviços de streaming, Big Data e de Cloud Computing , trazendo novos desafios a fabricantes, gestores de redes e desenvolvedores de serviços.

Eles passaram a lidar com uma maior demanda por largura de banda, escalabilidade, estabilidade e eficiência de custos. Nesse cenário, aos gestores de redes em grandes corporações se apresenta o desafio de uma gestão eficiente como fundamental para garantir o sucesso da estratégia da organização. Se você quer saber como enfrentar os principais desafios da gestão de uma rede corporativa que tenha fibras ópticas como meio de transmissão, continue lendo o nosso texto de hoje!

 

Como funcionam as redes ópticas compartilhadas

Uma rede de fibra óptica compartilhada é aquela que é utilizada por duas ou mais empresas ao mesmo tempo. Essa abordagem é comum entre as operadoras de telecomunicações que firmam acordos de permuta entre si. Assim, elas podem cumprir metas de expansão com mais facilidade, além de aumentar a sua cobertura e capacidade de atenderem clientes.

 

Principais desafios das redes ópticas

Comunicação em fibra óptica requer muito mais do que um cabo óptico de qualidade. Ela é composta de elementos passivos (caixas de emenda, acopladores, splitters) e ativos com grau de complexidade variável (desde simples elementos PDH até grandes sistemas de modulação por divisão de comprimento de onda),  cada um sendo utilizado de acordo com o tipo de serviço a ser prestado, a necessidade de banda, níveis de proteção requeridos e SLA esperado para determinada rede.

A composição das fibras ópticas em telecomunicações, é basicamente vidro de alta pureza formado a partir de dióxido de silício, pureza esta que determina o nível de perda da luz transmitida, influenciando diretamente na distância máxima que o sinal óptico pode ser transmitido sem que haja diminuição da sua intensidade.

Os custos associados a construção de uma WAN óptica tais como cabos, projeto serviços de lançamento, licenciamento, elementos passivos e ativos, manutenção podem tornar proibitivas construções por uma única organização. Como solução para fazer frente a estes altos custos a palavra chave na expansão de redes é compartilhamento, com grandes operadoras e empresas do mercado B2B fazendo troca de ativos de rede e capacidades para minimizar custos, antecipar receitas e reduzir prazos de construção

 

A importância de uma consultoria

Atualmente, mais de 2 bilhões de quilômetros de cabos ópticos estão espalhados ao redor do mundo. Eles conectam direta ou indiretamente 3.2 bilhões de pessoas em suas casas e empresas a uma infinidade de dados e soluções digitais.  Com o surgimento de novas aplicações tais como IoT, SDN, Cloud, Big Data, carros autônomos, a necessidade de ter uma boa gestão de rede, através de uma engenharia de tráfego adequada, passou a ser o ponto chave para empresas terem serviços de internet e de conectividade competitivos e que atendam suas necessidade, pois, embora que o custo por megabit tenha caído vertiginosamente o aumento da necessidade por largura de banda aumentou exponencialmente e não foi acompanhado pela expansão das infraestruturas disponíveis.

Com o auxílio de um bom serviço de consultoria, muitas vezes prestado de forma gratuita pelas empresas de telecom, uma organização poderá manter a sua estrutura de rede sem grandes custos de manutenção ou gargalos que impossibilitem futuras expansões.

Além disso, o acesso a profissionais capacitados permite que a rede seja projetada para melhor atender às necessidades da companhia,  otimizando a gestão orçamentária em busca de investimentos mais eficientes. Os consultores técnicos identificarão gaps e vulnerabilidades que podem ser solucionados facilmente. Ao diminuir a possibilidade de gaps ocorrerem, a estrutura de rede pode ser otimizada, tornando-se um ativo cada vez mais estratégico e alavancador de novos negócios da companhia.

 

A Vogel está disponível para auxiliar na otimização e correto tratamento do ativo mais valioso das organizações: a informação.