fbpx
Pular para o conteúdo

Blog da Vogel

Quanto melhor a conexão do seu provedor, melhor a internet que chega até você

Dicas de TI | Jessica, 18/06/2020

Quanto melhor a conexão do seu provedor, melhor a internet que chega até você

Vamos entender melhor três conceitos essenciais no mundo da conectividade? PTT, Trânsito e Peering. Eles são fundamentais para a que a Internet e todos os serviços que ela proporciona possam chegar a você com capacidade e velocidade.

Quando falamos em PTT, ou Ponto de Troca de Tráfego, podemos imaginar a seguinte situação: suponhamos que você e um grupo de executivos decidam se reunir por meio de uma videoconferência. Agora, vamos assumir que cada participante utilize diferentes operadoras para se conectar à Internet. Neste caso, como é possível que todos se reúnam, já que a provedora A não tem conexão direta com a provedora B ou C? A resposta é simples.

Embora não estejam diretamente conectadas, todas as operadoras possuem convênios com outras empresas de telecomunicações, dentro e fora do território nacional, que em algum momento se encontram comercialmente. Isso possibilita que a troca de informações entre empresas concorrentes seja feita. Aliás, é justamente esse ponto de encontro que chamamos de PTT.

Por isso, quanto mais conexões estiverem disponíveis entre as telecons, menos tempo será necessário para que esse cruzamento de informações possa ocorrer, o que, consequentemente, influencia a velocidade de acesso ao conteúdo desejado. Ou seja, quanto mais conexões, mais fácil fica fazer pesquisas no Google ou acessar plataformas de streaming, redes sociais, entre outros sites e serviços online tão indispensáveis hoje em dia. Afinal, o percurso de uma rede para outra até cada um destes endereços na web fica cada vez menor.

Tendo todo este cenário em vista, é aqui que o chamado Trânsito entra em cena. A rigor, o termo se refere a um acordo entre dois provedores de internet que, neste caso, são denominados ISP (Internet Service Provider em inglês). Essa associação possibilita que um ISP principal (Tier-1) ofereça trânsito de dados a um ISP local. Quando isso ocorre, os usuários locais ganham acesso a todas as redes conectadas ao ISP principal.

Normalmente, um acordo de trânsito ocorre mediante pagamento de taxas de transporte entre dois ISPs. Porém, isso não é uma regra, o que nos leva ao conceito de Peering. Ou seja, a conexão entre redes separadas, na qual nenhuma das partes paga à outra para que haja troca de tráfego (quantidade de dados de acesso) entre os usuários. Provedores Tier-1 são os responsáveis pelos casos de Peering com maior impacto na Internet. Como eles compõem o núcleo da web, é vantajoso para muitos deles manter acordos bilaterais para promover Trânsito global.

A atividade também ocorre tanto entre provedores de nível secundário (Tier-2) na oferta de serviços regionais, quanto entre provedores locais (Tier-3) na hora de proporcionar serviços para usuários finais, porém, em menor intensidade.

Agora você já sabe: quanto melhor a conexão, melhor a internet que chega até você, porque conectividade é o que nos une!

#Conectividade #PTT #Peering #Trânsito #Vogel #VogelTelecom #ConectividadeÉoQueNosUne

Artigos Recentes

Você sabe a diferença entre modem, roteador, hub e switch?

Você sabe a diferença entre modem, roteador, hub e switch?

Leia mais
Como tornar seu home office ainda mais eficaz

Como tornar seu home office ainda mais eficaz

Leia mais
Novos hábitos durante a quarentena elevam consumo de internet no Brasil acima da média global, aponta estudo

Novos hábitos durante a quarentena elevam consumo de internet no Brasil acima da média global, aponta estudo

Leia mais
Conheça as tendências de trabalho e consumo no mundo pós-Covid-19

Conheça as tendências de trabalho e consumo no mundo pós-Covid-19

Leia mais
Atendimento 24h
0800 800 7878